Simplesmente Lu

Agosto 27 2010
25/08/2010 17:07

 

Da Redação
Secretaria de Comunicação
Feira Pan-Amazônica do Livro edição 2010 promete repetir sucesso do ano passado, quando 500 mil pessoas participaram dos 10 dias de evento

Ariano Suassuna, romancista, poeta e um dos mais importantes dramaturgos brasileiros é um dos convidados para a Feira Pan-Amazônica do Livro 2010

A 14ª edição da Feira Pan-Amazônica do Livro, um dos maiores eventos literários do país, ocorrerá de 27 de agosto a 5 de setembro, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. A ambientação do evento será dedicada aos países africanos de língua portuguesa, os grandes homenageados da feira deste ano.

 

Entre os convidados estão os escritores Mário Prata, Marcel Souto Maior, Carlos Heitor Cony, Pedro Bandeira,o jornalista Caco Barcellos, o cartunista Ziraldo, o educador Celso Antunes, o novelista Walcyr Carrasco, o cineasta Joel Zito, o rapper Rapin Hood e o dramaturgo Ariano Suassuna.

 

A Secretaria de Estado de Cultura(Secult) é a responsável pela preparação do evento, com 176 estandes para abrigar mais de 400 expositores, com diversas atividades culturais.

 

Estão programadas apresentações artísticas, shows, oficinas, bate-papo com escritores, além da visitação aos estandes. A entrada é gratuita.

 

Ariano Suassuna - Dramaturgo, romancista e poeta paraibano Ariano Vilar Suassuna é um dos mais importantes dramaturgos brasileiros. Autor dos célebres Auto da Compadecida e A Pedra do Reino, Suassuna é um grande defensor da cultura nordestina. Com 83 anos, desde 1990 ocupa a cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras e, em reconhecimento a sua produção, em 2006, recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Ceará, que foi entregue em 10 de junho de 2010.

 

Mário Prata - O escritor mineiro, que já liderou a lista dos "mais vendidos", teve envolvimento com diversos setores que a atividade pode abordar: teatro, cinema e televisão. Mario Alberto Campos de Morais Prata durante 11 anos foi cronista do jornal o Estado de São Paulo, e como roteirista de cinema ganhou dois Kikitos no Festival de Gramado. Com literatura, teatro e cinema, já recebeu 18 prêmios nacionais e estrangeiros. Entre os romances publicados estão "Mas será o Benedito?" e "O diário de um magro".

 

Celso Antunes - Nascido em São Paulo, em 1937, com formação em Geografia e mestre em Ciências Humanas, o educador Celso Antunes é autor de mais de 180 livros didáticos e publicou cerca de 60 livros sobre temas educacionais. Possui obras traduzidas em países como Argentina, México, Peru, Colômbia, Espanha e Portugal. Também ministrou palestras em todos os estados brasileiros (mais de 500 municípios) e fora do país.

 

É membro da Associação Internacional pelos Direitos da Criança Brincar (Unesco) e sócio fundador do "Todos pela Educação" - sociedade civil que reúne lideranças sociais, representantes dainiciativa privada e educadores.

 

Rappin Hood - O rapper e apresentador paulista Antônio Luiz Júnior, mais conhecido como Rappin Hood, nasceu em 1972 e foi criado na periferia de São Paulo, onde começou a compor aos 14 anos deidade. Em 1989 lançou-se como rapper, depois de vencer um campeonato musical. Em 2001, lançou seu primeiro disco solo: Sujeito Homem. Em 2008, assinou contrato com a TV Cultura para apresentar o programa Manos e Minas, que vai acompanhar a produção atual e resgatar histórias da cultura negra brasileira e internacional, em especial a música em suas várias vertentes, além de abordariniciativas e realizações da cultura de periferia.

 

Secult apresenta novidades - O secretário de Cultura do Pará, Cincinato Marques e o diretor de Cultura, Carlos Henrique Gonçalves apresentaram nesta quinta-feira (26) as novidades da 14ª edição da Feira Pan-Amazônica do Livro, que acontece entre os dias 27 de agosto e 5 de setembro, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

 

Cincinato destacou a parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) que deverá estimular o comparecimento de mais pessoas no evento, e fez uma estimativa de vendas. "Será algo em torno de R$ 30 milhões", frisou.

 

"Quando eu era jovem lembro que a biblioteca era um lugar sisudo onde havia um cartaz indicando silêncio. Hoje a biblioteca, principalmente, para as crianças, precisa ser um lugar de dinâmica, onde o prazer da leitura possa ser partilhado. Onde se possa pegar nos livros etc", disse o secretario.

 

O diretor de cultura Carlos Henrique Gonçalves frisou a importância de resgatar a obra do escritor paraense Bruno de Menezes (1893 - 1963). "Penso que essa é até uma homenagem tardia pois Bruno foi um dos primeiros escritores brasileiros a incorporar a ‘africanidade' em sua escrita", disse ele.

 

Carlos Henrique também frisou a importância de homenagear os países africanos de língua inglesa e disse que tentaram trazer mais escritores africanos à feira, mas muitos tinham problemas de agenda ou de saúde. "A gente ainda conhece pouco a realidade da África e essa homenagem é importante também para isso", disse ele.

 

Troca de ingressos - A assessoria do Hangar mencionou que a troca de ingressos para o deck, uma espécie de área VIP para os shows que vão acontecer na programação da Feira, será feita a partir das 10h da manhã do dia de cada show e cada pessoa só pode trocar dois ingressos. Cada livro infantil dá direito a um ingresso. "Não pode trocar com mais de dois RGs cada pessoa", informou.

 

Serviço - XIV Feira Pan-Amazônica do Livro. De 27 de agosto a 5 de setembro, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Entrada franca. Informações: (91) 3344-0100, www.feiradolivro.pa.gov.br e twitter @feiralivropa.

 

O Hangar espera arrecadar cerca de 3 mil livros na troca de ingressos que serão doados a uma biblioteca pública ainda a ser definida.

 

Luciane Fiuza e Elielton Amador - Secom

 

Fonte: Agência Pará

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 22:31

mais sobre mim
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
26
28

29
30
31


pesquisar
 
myspace views counter
blogs SAPO