Simplesmente Lu

Outubro 12 2010

Alguns homens são verdadeiros animais. Tratam crianças e mulheres como se fossem nada. São covardes que merecem sumir do mundo. Uma criança e uma mulher merecem carinho, palavras de amor e belos gestos. Homens incapazes de tratar bem estas pessoas são animais irracionais. Lu.

Qual será o futuro da menina afegã mutilada por seu marido? Aisha posa com prótese. E sorri.

 

 

 

 

 

Em agosto, a revista Time publicou uma das capas mais ousadas de sua história. Mostrava a bela jovem Aisha, de 18 anos, mutilada por seu marido, um talibã “ofendido em sua honra”, no Afeganistão. A visão do rosto jovem desfigurado causava um misto de repulsa e pena, mas era sem dúvida uma denúncia poderosa das condições terríveis a que mulheres podem ser submetidas no regime talibã.


O blog 7×7 publicou um post sobre o assunto e informou que ela tinha embarcado para os Estados Unidos para uma cirurgia, com o objetivo de reconstituir seu nariz  e orelhas, arrancados quando tentou fugir do marido arranjado por sua família.

Agora, ela posou para a imprensa internacional com uma prótese. E sorriu. Um sorriso doce. (as fotos estão ao lado)


Nesses momentos, eu penso por que todos nós às vezes reclamamos e nos deprimimos por motivos absolutamente fúteis. O sorriso dessa moça – e seu claro orgulho por finalmente poder parecer uma pessoa normal, sem provocar no próximo um olhar de choque – é comovente.

A prótese dá uma ideia de como Aisha ficará após a operação. Quem está financiando a cirurgia é a Fundação Grossman Burn, com sede em Los Angeles.

 

Seu sobrenome nunca foi revelado. Sua história, sim, para o mundo inteiro. E é aterradora e revoltante. Aisha foi dada pelo pai a um terrorista Talibã quando tinha apenas 12 ano de idade, pouco mais que uma criança. Foi vendida em troca de uma dívida. A família do marido dela a forçou a dormir no estábulo com os animais. E, anos depois, quando a menina tentou fugir de um cotidiano de humilhações, seu marido a perseguiu e, como castigo, a mutilou. Ela desmaiou e, no meio da noite, despertou em meio a um líquido viscoso. “Quando abri meus olhos, não podia enxergar nada, por causa do sangue”,  declarou à repórter da CNN Atia Abawi .

 

Aisha foi abandonada na montanha. Achavam que ela morreria. Mas ela conseguiu, apesar de terrivelmente ferida, chegar à casa de seu avô. E foi tratada durante dez semanas num posto médico administrado por americanos. Transportada para um refúgio secreto em Cabul, capital do Afeganistão, foi levada enfim para os Estados Unidos, abrigada por uma família americana.

Espera-se que sua reabilitação dure cerca de oito meses.

 

Segundo o Dr Peter Grossman, seu nariz e suas orelhas serão reconstituídas com osso, pele e cartilagem extraídos de outras partes de seu próprio corpo. A mulher do médico disse que Aisha se lembra de seus tempos de escravidão toda vez que se olha no espelho, mas hoje já é capaz de sorrir e, quem sabe um dia, poderá superar toda a injustiça e crueldade de que foi vítima – num momento em que era uma adolescente, com todos os mesmos sonhos de quem um dia quer ser feliz, amar e ser amada.


De acordo com estimativas das Nações Unidas, quase 90% das afegãs sofrem algum tipo de abuso doméstico.

Os afegãos afirmam que tudo isso não passa de propaganda americana, porque, pela lei sagrada islâmica, cortar nariz e orelhas de pessoas seria ilegal.

 

FONTE:

http://colunas.epoca.globo.com/mulher7por7/2010/10/12/qual-sera-o-futuro-da-menina-afega-mutilada-por-seu-marido-aisha-posa-com-protese-e-sorri/

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 18:24
Tags:

"Essa história crual me faz lembrar do posicionamento de alguns homens diante do caso do goleiro Bruno. Li em jornais e na internet comentários de alguns homens, em defesa do Flamengo, que chamam a Samúdio de vagabunda, prostituta e os piores nomes. Esquecem, antes de mais nada, que homens como o Bruno, que provocam festas com orgias e traem as namoradas e mulheres é que são os cafagestes. Depois alguns destes homens para "apagar" as besteiras que fazem tentam provocar abortos contra a vontade das mulheres e, o que é mais grave, provocam o assassinato brutal destas mulheres.

Quando ficar provado quem foi o assassino desta moça, filha de uma mãe que não teve nem o alento de enterrar o corpo da filha, quem sabe esta pobre mãe tenha um pouco de paz ao saber que a Justiça vai ser cumprida. Penso também como ficará esta criança ao saber do que aconteceu com a sua mãe.

É uma pena que nos dias atuais ainda aconteçam crimes como esse. E o que também é assustador, observar que outros homens apoiam atos de brutalidade e de covardia como esses. Crimes bárbaros que ceifam a vida de mulheres e crianças. Crimes praticados por homens covardes e irracionais, como você diz no texto na menina afegã, deveriam ser banidos da sociedade.

Aqui no Pará, em Parauapebas, uma moça com nove meses de gravidez foi morta e jogada no rio (ou foi jogada viva). O autor do crime bárbaro foi o pai da criança, que, pelo que as investigações indicam, não queria pagar uma pensão miserável e achou por bem tirar a vida da moça e do próprio filho. A mãe desta moça também não conseguiu chorar sobre o corpo da filha, mas o assassino foi preso e vai pagar pela barbaridade que cometeu.

Devemos falar, divulgar e denunciar crimes desse tipo. Também é importante denunciar a atitude de homens covardes que cometem, mandam matar ou apóiam esses monstros que existem na nossa sociedade. Uns vermes que deveriam estar embaixo da terra.

Ainda bem que também existem homens dignos, como o delegado André Albuquerque, que se empenhou pessoalmente para solucionar o caso da moça grávida morta pelo pai de seu filho. Infelizmente, perdemos este conterrâneo, que foi baleado enquanto enfrentava uma quadrilha de traficantes.

Obrigada pelo espaço e parabéns pelo blog. Vamos clamar por JUSTIÇA!!!

Josilene.
Josilene Trindade a 14 de Outubro de 2010 às 17:31

Josilene, obrigada pela visita e pelo comentário. Você tem toda a razão de estar revoltada com tanta brutalidade. Vou publicar seu comentário. Um abraço e volte sempre! Lu.

mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
16

17
18
19
22
23

25
26
27
29
30

31


pesquisar
 
myspace views counter
blogs SAPO