Simplesmente Lu

Outubro 30 2009

logofinal

Maria de Verdade

Marisa Monte

Composição: Carlinhos Brown

 

Pousa-se toda Maria
no varal das 22 fadas nuas lourinhas
Fostes besouro Maria
e a aba do Pierrot descosturou na bainha

 

Farinhar bem, derramar a canção
Revirar trens, louco mover paixão
Nas direções, programado e emoldurado
Esperarei romântico

 

Sou a pessoa Maria
Na água quente e boa gente tua Maria
Voa quem voa Maria
e a alma sempre boa sempre vou à Maria

 

Farinhar bem, derramar a canção
Revirar trens, louco mover paixão
Nas direções, programado e emoldurado
Esperarei romântico

 

Tô vitimado no profundo poço
na poça do mundo
do céu amor vai chover
Tua pessoa Maria
Mesmo que doa Maria
Tua pessoa Maria

 

Farinhar bem, derramar a canção
Revirar trens, louco mover paixão
Nas direções, programado e emoldurado
Esperarei romântico

 

Tô vitimado no profundo poço
na poça do mundo
do céu amor vai chover
Tua pessoa Maria
Mesmo que doa Maria
Tua pessoa Maria

 

 

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 03:49

Outubro 29 2009

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 16:21
Tags:

Outubro 26 2009

Foto: Rodolfo Oliveira/Agência Pará

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 03:32
Tags:

Outubro 24 2009

 

23/10/2009 11:40

 
Da Redação
Secretaria de Comunicação
 
Do mirante da orla de Santarém, uma das 15 Cidades Digitais do Pará, é possível acessar internet de alta velocidade gratuitamente
 
© Tamara Saré / Ag. Pará
A pedagoga Bruna Fernandes utiliza o sinal da Cidade Digital,
pelo menos, três vezes por semana
 

O apresentador Luciano Huck gravou um quadro para o programa "Caldeirão do Huck", da TV Globo, em Santarém e surpreendeu-se com a internet de alta velocidade que encontrou. "Aonde chegamos! Twittando de Belterra, interior do Pará, no meio da Amazônia. É inacreditável!", vibrou o apresentador no seu miniblog. A realidade que Huck encontrou pode ser conferida por qualquer cidadão de Santarém graças ao programa "NavegaPará", do Governo Popular, que fez dela uma das 15 Cidades Digitais do Pará. Uma das cenas mais comuns hoje em dia na orla da cidade são pessoas com seus notebooks abertos, acessando internet à beira do rio Tapajós.

 

O NavegaPará já instalou sete infocentros em Santarém, e tem previsão de inaugurar mais três. Os infocentros são locais onde a comunidade tem acesso gratuito à internet, além de oferecerem cursos básicos de informática. Eles são instalados em locais estratégicos, como escolas, colônias de pescadores e órgãos públicos, facilitando, inclusive, o acesso da população aos serviços do estado.

 

Não é a primeira vez que o programa NavegaPará atrai a atenção do Brasil e do mundo. Em dezembro do ano passado, representantes do governo do Amazonas estiveram em Belém para conhecer o programa e levar idéias para implementar um projeto semelhante em seu Estado. O NavegaPará também já foi destaque em um evento internacional na Suécia, sobre tecnologias de comunicação móvel e é considerado pelo governo federal referência para o Brasil como programa de inclusão digital.

 

O arrojo e o pioneirismo do NavegaPará podem ser mensurados pelo fato de que o Governo Federal lançará nos próximos meses uma rede estatal de fibra óptica de 31.448 quilômetros, interligando 4.245 municípios, cerca de 76% do território nacional, para beneficiar 162 milhões de pessoas. O projeto orçado em R$ 1,1 bilhão pode ser executado em 14 meses. A meta é garantir uma velocidade de conexão de 1 megabyte. Hoje, 90% das conexões de internet no Brasil são feitas com velocidade inferior a 1 Mbps. O projeto tem a mesma estratégia do NavegaPará, do Governo Popular.

 

Secom, com informações do blog http://hupomnemata.blogspot.com

 

Fotos: Tamara Saré

 

Fonte: http://www.pa.gov.br/noticia_interna.asp?id_ver=52855

 

A notícia também está no blog da Waleiska Fernandes, do Yúdice Andrade, do Levi Menezes e circulando pelo mundo todo através do mundo virtual... Abaixo, o post do Levi, retirado do BLOG ASSUNTOS CANDENTES:

 

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Luciano Huck tuíta através do Navega Pará

 

 
Está repercutindo na blogosfera a estupefação de Luciano Huck ao poder dispor de sinal de internet banda larga na cidade de Belterra, região oeste do Pará, fornecido pelo programa do governo estadual de inclusão digital, o NavegaPará. Fato que deixa mais estupefatos Flexa, Mário Couto  e Vic, que aos berros afirmam que o governo Ana Júlia não tem obra nehuma pra mostrar.

Ao contrário do que ensina o pensamento conservador brasileiro, tão bem representado através de nossos medíocres parlamentares, as ações do poder público não se restringem a grandes monolitos de concreto e aço. Através de ondas de rádio, por exemplo, o estado está se fazendo presente nas diversas regiões do estado, levando Belterra para mais próximo do mundo. E não só pela banda larga da internet, mas também através do Bolsa Trabalho, do Pró-Jovem, das equipes de saúde da família, e etc...

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 00:04

Outubro 24 2009

22/10/2009 18:55
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia
     
Da Redação
Agência Pará
 

O Navegatube, ferramenta que permite a postagem de vídeos na internet, é um dos destaques da II Feira Estadual de Ciência e Tecnologia, que se encerra nesta quinta-feira 22, no Hangar - Centro de Exposições e Feiras da Amazônia. Tecnologia e inovação são marcas da Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), que promove concurso para premiar com R$ 50 mil os melhores vídeos produzidos.

  

A Prodepa é responsável também pela criação do NavegaPará, que está interligando todo o Estado por meio de Infovias, Cidades Digitais, Infocentros e Metrobel. Maior programa de inclusão digital do Brasil, o NavegaPará já inteligou mais de mil pontos públicos em todo o Estado por meio da fibra ótica, possibilitando à sociedade o acesso gratuito à internet banda larga.

O Navegatube, de acordo com Antônio Makazel, gerente de Marketing e Propaganda da Prodepa, segue este mesmo conceito de cidadania e inovação. "É como se fosse um Youtube do NavegaPará". Ele explicou que a tecnologia é bem similar ao conhecido Youtube e permite a colocação de vídeos na internet de forma simples e eficaz, popularizando a utilização da tecnologia.

  

Com cerca de dois meses de criado, o Navegatube tem registrado muitos acessos diários, o que comprova a aceitação do público. "Gostei de saber que a gente tem o Navegatube porque acho muito bom poder criar vídeos e reproduzir o material com essa facilidade", comentou a estudante Louise Melo, dizendo que deseja participar do concurso que a Prodepa está promovendo.

  

O concurso tem como tema a "Diversidade e realidade amazônica", que inclui situações urbanas e rurais. A empresa premiará os três primeiros lugares de três categorias: alunos de escolas públicas estaduais, infocentros e público em geral. As escolas premiadas também ganham a instalação de uma ilha de edição e toda a orientação necessária. O regulamento pode ser acessado no site www.navegatube.org.br.

  

Outra atração do estande da Prodepa é o Navegafone, orelhão que permite ligações telefônicas gratuitas via internet. Os visitantes da Feira ainda podem acessar a internet em um dos 20 computadores instalados no infocentro montado no local, um pequeno exemplo da amplitude do NavegaPará, que interligará em todo o Estado instituições públicas de ensino e pesquisa, escolas públicas municipais e estaduais, hospitais, postos de saúde, órgãos de segurança pública e infocentros.

 

Luciane Fiuza - Secom

  

Fonte: http://200.164.100.137/exibe_noticias_new.asp?id_ver=52804

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 00:00

Outubro 17 2009

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 05:10
Tags:

Outubro 17 2009

 

AOS INTERESSADOS:

 

Informo aos comentaristas que não deixaram e-mail de contato que as inscrições para a VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) e II Feira Estadual de C&T, que ocorrem de 19 a 22 de outubro, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, podem ser feitas aqui: http://sistemas.pa.gov.br/sgsp/

 

Outras informações:

www.semanact.pa.gov.br (Semana Nacional de C&T),

www.seduc.pa.gov.br/feicipa/ (Feira de Ciências do Estado do Pará) e  www.ppi.pa.gov.br/semanappi.htm (Semana Paraense de Propriedade Intelectual).

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 04:30
Tags:

Outubro 16 2009
 
 
 
14/10/2009 14:28

 
Da Redação
Secretaria de Comunicação
 

Popularizar a ciência e transformar Belém em ponto de culminância das feiras regionais de ciência promovidas nos municípios de Castanhal, Barcarena, Santarém e Marabá, bem como a Mostra Júlio Cezar de Ciência e Cultura, com palestras e oficinas científicas para estudantes da rede pública da capital e do interior do Estado.

 

Este é o principal objetivo da II Feira Estadual de Ciência e Tecnologia, que acontece no âmbito da VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), de 19 a 22 de outubro, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. A promoção é da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect).

 

A cerimônia de abertura da II Feira Estadual de Ciência e Tecnologia ocorrerá na próxima segunda-feira (19), às 17 horas, no Hangar. Também serão realizados junto com a feira o I Seminário de Integração Científica da Universidade do Estado do Pará (Uepa), a XIV Feira de Ciências do Estado do Pará (Feicipa) e a Semana Paraense de Propriedade Intelectual.

 

Exposições, oficinas, palestras e mini-cursos atenderão desde estudantes e professores dos ensinos fundamental e médio, profissional e superior, além de pesquisadores e empresários com atuação no setor de ciência, tecnologia e inovação.

 

Investimentos Ciência, tecnologia e inovação são o tripé para o desenvolvimento do Pará. A busca pelo crescimento sustentável exige estímulo a pesquisas científicas por meio de bolsas, cuja oferta triplicou no Estado tanto para nível superior, mestrado e doutorado, quanto para o ensino fundamental, resultado de parceria entre Fapespa e Seduc.

 

O Navegapará, maior programa de inclusão digital do país, é outro grande passo, pois democratiza o acesso à internet gratuita e de qualidade nos pontos mais distantes do Estado, por meio de infocentros, infovias, cidades digitais, telecentros de negócios e rede metrobel.

 

Três parques tecnológicos estão em construção no Estado: o Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá, em Belém (para pesquisa em biotecnologia, energia, sistema de comunicação, tecnologia do alumínio), o PCT Tocantins, em Marabá (com foco em tecnologia mineral e novos materiais, pesquisas agropecuárias e silvicultura) e o PCT Tapajós, em Santarém (com foco em tecnologias da madeira e produtos da floresta, pesca e aquicultura, agricultura tropical e geologia mineral).

 

O PCT Guamá, projeto original da Universidade Federal do Pará (UFPA), encampado pelo governo do Estado com vistas à implantação do Sistema Paraense de Inovação (SIPI), já está em fase de implantação da estrutura física. Com um investimento de quase R$ 100 milhões, o PCT Guamá já tem garantido empreendimentos importantes, como laboratório de qualidade do leite, de alumínio e bauxita, de alta tensão e de óleos e essências vegetais. Os outros dois parques devem começar a operar em 2010.

 

A feira mostrará, ainda, como o Pará se prepara para ser referência mundial em pesquisa genética. Através de uma parceria entre Sedect, UFPA e Fapespa, a Rede Paraense Genômica e Proteômica, criada no início deste ano pelo governo do Estado, UFPA e Embrapa, adquiriu o Solid, um sequenciador que decodifica o genoma, permitindo um rápido acesso ao código genético de uma célula. Primeiro equipamento da América Latina, o Solid integra um grupo de cinco laboratórios aprovados pelo governo do Estado junto à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do governo federal, com recursos totais de R$ 13 milhões, sendo R$ 8 milhões de contrapartida do governo do Estado.

 

O Pará é, hoje, o estado com um dos melhores parques de produção de genoma do Brasil. O equipamento vai permitir o desenvolvimento de pesquisa na área de saúde, como câncer e malária, assim como no desenvolvimento sócio-produtivo da região, como as pesquisas de um fungo que afeta a cultura da pimenta-do-reino.

 

Serviço - VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) e II Feira Estadual de C&T, de 19 a 22 de outubro, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. 

 

Inscrição para a Feira Estadual de C&T pelo site http://sistemas.pa.gov.br/sgsp/

 

Informações: www.semanact.pa.gov.br (Semana Nacional de C&T), www.seduc.pa.gov.br/feicipa/ (Feira de Ciências do Estado do Pará) e www.ppi.pa.gov.br/semanappi.htm (Semana Paraense de Propriedade Intelectual).

  

Texto: Secom/Sedect

 

Fonte: http://www.pa.gov.br/noticia_interna.asp?id_ver=52311

 

 

Leia também:  

 

Marabá e Santarém terão acesso à Feira de Ciência e Tecnologia em Belém

 

http://www.pa.gov.br/noticia_interna.asp?id_ver=52379

 

Jovens e crianças são o público da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

 

http://www.pa.gov.br/noticia_interna.asp?id_ver=52415

 

 

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 04:33

Outubro 12 2009

11/10/2009 08:04
Círio 2009
     

Da Redação
Agência Pará

 

Lucivaldo Sena/Ag Pa                        Clique na imagem para ampliar
Missa campal celebrada em frente à Catedral Metropolitana de Belém deu início à procissão do Círio 2009
 
Lucivaldo Sena/Ag Pa                        Clique na imagem para ampliar 
Início da procissão do Círio 2009, passando pela praça do relógio, atriu milhares de romeiros
 
Lucivaldo Sena/Ag Pa                        Clique na imagem para ampliar
Em Belém, o domingo amanheceu com as ruas do centro histórico tomadas por romeiros, no 217º Círio de Nazaré
 
 

A mais reverenciada de todas as Marias está representada na pequena imagem encontrada pelo caboclo Plácido José de Sousa, em 1700. A Virgem de Nazaré é pequena, mas tem uma importância vital para o povo paraense que, antes do sol raiar neste domingo (11), já estava nas ruas de Belém para participar do Círio de número 217, a principal das 11 romarias em homenagem à Santa. Às 5 horas em ponto, se iniciou a missa celebrada pelo arcebispo emérito de Belém, Dom Vicente Zico, no palco montado na frente da Catedral Metropolitana, na Praça Frei Caetano Brandão, bairro da Cidade Velha.

 

Ás 6h40, a berlinda partiu da Catedral rumo à Basílica Santuário de Nazaré, igrejas que, este ano, são um motivo a mais de alegria para o paraense, com as comemorações dos 100 anos do lançamento da pedra fundamental da Basílica e da reabertura da Catedral, depois de mais de três anos fechada. Totalmente restaurada pelo governo do Estado e entregue em setembro, a Sé abriu as portas para os fiéis e voltou a acolher a Santa. A missa do Círio permaneceu campal, para que um maior número de pessoas pudesse participar.

 

A referência ao tema do Círio 2009, "Em Maria, a palavra se fez carne", marcou o início da missa, aberta pelo monsenhor Raimundo Possidônio, administrador arquidiocesano de Belém. Dom Orani João Tempesta, ex-arcebispo de Belém e atual arcebispo do Rio de Janeiro, e grande parte do clero local, arcebispos e padres de outros Estados participaram da celebração. Os religiosos entraram pela frente do palco ao som da música dos 42 integrantes da Escola Cantorum, da arquidiocese, que convidou cinco músicos, entre eles o pianista Paulo José Campos de Melo.

 

"É fantástico participar de uma das maiores manifestações religiosas do mundo. Somos meros panos de fundo para a grande estrela, que é Nossa Senhora", destacou o pianista, explicando que do repertório constavam músicas religiosas e populares. No cântico de entrada, saudações à Rainha da Amazônia: "O povo canta: Senhora de Nazaré. Tu és rainha e tens no manto as cores do açaí...".

 

"Chegamos, afinal, a essa manhã, que costumamos chamar propriamente de Festa de Nossa Senhora de Nazaré, cheia de encantos para os olhos e motivo de fervor no coração", destacou Dom Vicente Zico, durante o evangelho. Ele afirmou que o Círio, em todo o seu esplendor, pode deixar faltar algo, se o cristão não souber renunciar. Lembrando uma passagem bíblica, o arcebispo frisou que "a generosidade da renúncia aos bens" é uma das lições mais difíceis, mas deve estar presente na vida das pessoas.

 

Dom Vicente também saudou e agradeceu a todos os meios de comunicação da cidade e de outros pontos do Brasil, pela cobertura jornalística que, segundo ele, permite que tantas pessoas acompanhem o Círio de Nazaré.

 

Emoção - Apesar da grande cobertura, muita gente não abre mão de participar da missa e ainda chegar cedo para conseguir um bom lugar, como a cozinheira Maria de Deus Souza, 59 anos, que mora no município de Ananindeua e chegou antes da meia noite à praça. "Vale o sacrifício! Ela é tudo na minha vida, não sou nada sem ela, que protege meus filhos e toda a minha família. Sou uma devota de coração e sempre fui atendida", comentou, com a concordância do filho, Cléber.

 

"Maria é a mãe de Jesus, é a nossa mãe, é a maior de todas as mães", frisou a aposentada Ana Gonçalves, 69 anos, que também participou da cerimônia de descida da imagem original do altar da Basílica Santuário para a Trasladação, no sábado (10).

Para proteger a imagem e os fiéis, o governo de Estado preparou um grande esquema de segurança, que conta com o apoio da Guarda Municipal e da Força Nacional, além do reforço dos 1.300 homens da Guarda de Nazaré e dos 40 Guardas de Nossa Senhora de Santa Maria de Belém.

 

Participar como voluntário da Guarda de Nazaré, há 4 anos, tem um significado especial na vida de João Batista de Oliveira, 52 anos, para quem a participação é uma forma de agradecer as graças alcançadas. "Às vezes dá aquele cansaço, mas no mesmo instante a gente adquire forças pela fé e segue em frente", falou Oliveira, que fica no ponto chamado núcleo, onde a berlinda é atrelada à corda dos romeiros.

Religiosidade - Quando a berlinda começa a se deslocar as ruas de Belém vão se transformando em rios de devotos reverenciando a mãe do Filho de Deus. As demonstrações de fé na corda, montada em frente ao Mercado do Peixe, no Ver-o-Peso, são tocantes. No local, os promesseiros aguardam desde a madrugada para conseguir um lugar na corda.

 

Ao sair da Catedral, a berlinda contornou o Mercado do Ver-o-Peso e foi atrelada à corda às margens da Baía do Guajará, no início do Boulevard Castilhos França.

 

A devoção dos promesseiros da corda é traduzida em imagens impressionantes de sacrifício. Embalados por orações, palmas, queima de fogos e tradicionais hinos de louvor à Nossa Senhora de Nazaré, os fiéis percorrem o trajeto que segue pelas Avenidas Presidente Vargas e Nazaré até a Basílica Santuário.

 

"O Círio é a devoção dos fiéis, a força dos seus símbolos e a energia dos que seguem a romaria. Mas é também manifestação de cultura e das tradições do nosso povo. É compreensão às diferenças e, acima de tudo, uma manifestação de paz e de amor", disse a governadora Ana Júlia Carepa, em mensagem veiculada na mídia, destacando a alegria que sente ao entregar a Catedral restaurada ao povo do Pára e aos visitantes. A governadora não participou da missa de abertura da procissão do Círio, mas esteve presente na romaria fluvial, na descida da imagem do Glória e na Trasladação.

 

 

Texto: Luciane Fiuza - Secom

 

Fotos: Lucivaldo Sena


 

PS: Mais matérias sobre o Círio 2009 aqui: http://200.164.100.137/em_foco.asp?id_vin=76

 

e mais fotos aqui: http://200.164.100.137/fotos_new.asp

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 02:55

mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
14
15

18
19
20
21
22
23

25
27
28
31


pesquisar
 
myspace views counter
subscrever feeds
blogs SAPO