Simplesmente Lu

Maio 05 2005

borboleta5.jpg 

 

Uma poesia de Cecília Meireles, que é meu lema de vida: para todos que sabem
ser uma metamorfose ambulante:

 

Renova-te
Renasce em ti mesmo
Multiplica os teus olhos para verem mais
Multiplica os teus braços para semeares tudo
Destrói os olhos que tiverem visto
Cria outros para as visões novas
Destrói os braços que tiverem semeado
Para se esquecerem de colher
Sê sempre o mesmo
Sempre outro
Mas sempre alto
Sempre longe
E dentro de tudo.

 

SOBRE O COMENTÁRIO:
Thiago, concordo contigo: Belém continua sendo "a terra do já teve". Como te falei, não adianta só fazer restaurações e novas construções, se não houver melhoria no aspecto geral. Por exemplo, o entorno das obras, o cuidado com a natureza, o tratamento da
orla e dos buracos das ruas, por aí vai. Só assim ela continuará sendo fonte de
inspiração para nossos poetas. Acho que esse texto foi escrito em um momento de nostalgia pura. Valeu meu amigo!

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 04:33
Tags:

serio concerteza,nossa city, realmente é tudo isso,mas não podemos esquecer que tambem temos a alegria do luxo das coisas boas, como de nossos artistas, e outros que a terra oferece e que muitos não damos valor. Bem amiga espero que outros assim como eu e vc apreciem as coisa boas que vc esta a oferecer. parabéns e sucesso.Bjos,Eli.
Elisangela a 6 de Maio de 2005 às 00:14

mais sobre mim
Maio 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


pesquisar
 
myspace views counter
blogs SAPO