Simplesmente Lu

Janeiro 21 2010

O blog da jornalista Franssinete Florenzano presta um serviço de utilidade pública ao insistir nas denúncias e revelações sobre as facetas escabrosas do deputado federal paraense Vic Pires Franco. Olhem bem a foto abaixo para não esquecerem a cara de pau deste homem que envergonha o Pará. Pensem nisso na hora de votar. Não podemos perder a nossa capacidade de nos indignar. Como diz a Florenzano, "não podemos ficar mudos e quietos ante a impunidade. Muita gente já sofreu e até morreu por isso. Não podemos ser representados no Poder Legislativo por políticos desse naipe. A sociedade, em sua maioria, é composta por famílias de bem; pessoas pobres, mas dignas. Que merecem exigir seus direitos, e cobrar um mínimo de decência de quem lhes toma o voto".

 

O post abaixo, com a foto do Vic Pires Franco, é uma reprodução do Blog Não tem cabimento, de Raphael Miranda, um dos tantos que têm denunciado os abusos, crimes e absurdos que este deputado é capaz. Em seguida, reproduzo uma série de postagens do Blog Uruatapera, de Franssinete Florenzano. É por tudo isso que, pela terceira vez, dedico uma música para este homem nefasto, para o cara de cão. 

 

Confira:

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Deputado Vic Pires Franco me enoja! Urg!!!

 

 


Gente, tô pasmo. Na verdade não era para estar, mas estou!
Navegando por alguns desses blogs paraenses espalhados pela blogosfera, deparei-me com o link do blog do VIC PIRES FRANCO. Vic é deputado federal do Pará pelo DEM, marido da Valéria Pires Franco (esta levou pau feio nas últimas eleições para a prefeitura de Belém - 4º lugar).
Ele é conhecido por espalhar pelo estado do Pará, outdoors com a famosa frase: "VIC, o campeão de recursos." Aí, abaixo da frase ele tem a cara de pau de citar valores do tipo R$40.000.000,00; R$50.000.000,00; e por aí vai... como se ele fosse o único da bancada paraense no Congresso Nacional.
Vic também utiliza crianças negras e pessoas idosas em todas as suas campanhas. Aparece abraçado, beijando, etc. A sua mulher também tentou o mesmo artifício. Furou!
No blog do nobre deputado (no qual não colocarei link), você encontra de tudo. Ofensas aos seus antigos aliados, ofensas à governadora Ana Júlia Carepa (PT), e encontra também post's com várias fotos de sua mulher e suas filhas viajando pelo exteiror. Só lugar chique mesmo! Fui ler os comentários de um desses indecentes post's. Encontrei isso:

1º) "Já pensante em levar algum eleitor pobre teu pra passear na Europa também?" (07/01/2010 às 09:10)

2º)  "qual viagem internacional foi esta? com passagens da camara?" (07/01/2010 às 09:28)

3º)  "Ah, que delícia viajar às custas do dinheiro do povo pobre do Pará, com as passagens da cota da Câmara dos Deputados. Até eu que sou dono de agencia de viagens e nem preciso disto aproveito a boquinha, como é bom gastar o dos outros !" (07/01/2010 às 11:09)

Até que aparece este, na qual VIC responde:

4º) "Essas viagens foram todas custeadas com seu próprio dinheiro ou com passagens e diárias do Congresso?" (07/01/2010 às 16:44)

Blog do Vic responde:
"Essa viagem foi com a minha cota de passagens da Câmara quando era permitido. Diárias, eu nunca recebi !"

Parece-me que o mesmo sujeito indaga:

5º) "Então quer dizer que nós brasileiros pagamos os passeios de tua família e tu achas absolutamente correto, "porque a Câmara não tinha nenhuma regra contra isso"? Um deputado não tinha que ter noção de decoro e respeito ao dinheiro público independente das "regras" da Câmara? E ainda postas as fotos de tua família deitando e rolando com o dinheiro dos pobres do Brasil e te vanglorias?" (07/01/2010 às 17:33)

Ao que tudo indica, um internauta identificado como 'R. Sampaio' participa do "debate":

6º) "Das 17:53 , compreendo sua indignacao com frequentes abusos cometidos por grande parte dos que deveriam entender o significado de Espirito Publico.No entanto, mesmo me frustrando ante a incontaveis fatos, democracia tambem e procurar os meios legais e se utilizar da tecnologia juridica e o gerenciamento dos meios disponiveis,para questionar,retificar ou ratificar a legalidade ou nao de determinados atos. A outra questao eh etica e moral e de valor subjetivo mas em harmonia com o bem geral do povo e o senso de justica. Nos dois casos cabem um julgamento. Do ponto de vista legal, nao existe nada transitado em julgado com relacao aos fatos em pauta.Portanto, nao podemos ser levianos e permitir o atropelo do Direito da ampla defesa e do contraditorio. Quanto ao segundo, cabera as urnas responderem ao Vic. Deixa o barco correr,neh nao Vic? Saudacoes. R.Sampaio" (07/01/2010 às 19:09)

Termina aí a pouca vergonha.

Não postarei nada no blog do VIC porque meu nome vale muito. Mas aqui sim posso fazê-lo.

Gente, dá nojo, dá raiva, dá indignação ver essas coisas. PQP! O cara na maior cara dura confessa que pratica um ato vergonhoso que foi (e continua sendo) a cota das passagens aéreas. É como se ele estivesse dando um tapa nas nossas caras. NTC!

Meu caro 'R. Sampaio', não espere tanto pelas respostas nas urnas, pois esse cara aí, por incrível que pareça, em todas as eleições é um dos mais votados. Sim, acredite! Dizem as más línguas, que em época de eleição, vários artifícios são executados para que esta pelenga se transforme em realidade. Vários....

P.S: Quer sentir a mesma indignação que senti? Então procura o blog do deputado, e dá uma olhada na 'cara de felicidade' de sua mulher e suas filhas, como quem diz: "- Vão se f*** seus pobres, e continuem votando na gente."

 
publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 15:05
Tags:

Janeiro 21 2010

Do Blog da Franssinete Florenzano:

 

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010
 

Impunidade & injustiça

 

Se qualquer cidadão trabalhador, honesto, cumpridor de seus deveres, deixar de pagar suas contas, seus empregados e seus impostos, já sabe: arcará com juros, multas, penalidades sem fim, pode até perder o emprego.

 

Pois o deputado federal Vic Pires Franco, tão rico e viajado, além de ter sido acionado em dezenas de processos judiciais perante a Justiça Federal e a Justiça do Trabalho, por não pagar suas dívidas, responde no TJE-PA aos processos 2009.3.014400-7; 2009.1.042562-5; 2008.3004092-5; 2001.1.022730-4; 2008.1.001925-5; 2008.1.036928-8; 2007.1.044666-5; 999.1.023221-5; 2007.1.086456-0 (Valéria também).

 

Até agora - pasmem! - não teve que desembolsar nem um tostão. Sabem por que? O Tribunal não consegue encontrá-lo! Seu endereço, vejam só, tem sido incerto e não sabido todos esses anos.


E assim, fugindo das citações, retendo indevidamente processos nas mãos de seus advogados, através de mil e duas artimanhas, as cobranças - acreditem -
prescrevem! É só clicar em cima dos números dos processos e vocês poderão ler a íntegra da situação de cada um. Verão que, durante anos e anos, eles ficam parados, sem despachos, sem mandados, sem nada.

Ah! Mas não queiram fazer a mesma coisa, porque irão se dar mal.


Note-se que o Mandado de Segurança
2008.1.021380-7, de autoria de Vic contra a Procuradora Chefe da Secretaria de Finanças de Belém, cujo pedido de liminar foi indeferido, ficou de 11/08/2008 até 16/12/2009 com o advogado, o que motivou o seguinte despacho, em 17.12.2009: “RH. Efetive Certidão circunstanciada sobre o tempo em que o Processo se manteve em mãos do Patrono da parte; Evidencie o longo tempo de mantença, mais de 365 dias, e a forma do resgate. P.R.I.C Belém, PA, 17 de dezembro de 2009. Dra. Edinea Oliveira Tavares, Juíza Titular da 5a. Vara de Fazenda”.


E prestem atenção no processo
2008.1.009121-1, em que Vic e Valéria pedem a condenação por danos morais da jornalista Ana Célia Pinheiro e de Jader Barbalho Filho: os dois políticos tiveram que ser intimados a pagar as custas (nem pensar!), no prazo de 30 dias, em despacho datado de 19 de março de 2008. Os autos foram parar na Defensoria Pública. Que, espera-se, esteja atendendo a Ana Célia e não os ricos que não gostam de gastar com advogados.

 

Postado por Franssinete Florenzanoàs 01:09 5 comentários

 

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

   

Ficha suja

 

Vejam como o deputado Vic Pires Franco é reincidente em não pagar suas contas nem aos que trabalham para ele. Estes são mais alguns dos processos por não honrar sua palavra e contratos, todos com tramitação no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região:
Processo: 0215800-89.1990.5.08.0001;
Processo:0215800-68.1990.5.08.0008;
Processo:0217000-51.1992.5.08.0005;
Processo:0034200-26.1995.5.08.0013;
Processo: 0134700-41.1997.5.08.0010;
Processo: 0187100-78.2005.5.08.0001;
Processo: 0002900-42.1996.5.08.0003
Processo:
0148600-40.2005.5.08.0001 (este está em fase de execução. Foi preciso a 1ª Vara do Trabalho de Belém bloquear a conta de Vic em 7/10/2009 para que ele pagasse a dívida. Por sinal, foi enviada hoje ao BB a Guia de Retirada nº 00017/2010).
Postado por Franssinete Florenzanoàs 09:03 19 comentários
 
quinta-feira, 7 de janeiro de 2010
 
Ficha e prontuário 

 

 

O deputado federal Vic Pires Franco - que ao invés de trabalhar para fazer jus à fortuna que ganha com o dinheiro do povo dedica-se em tempo integral a roubar a honra dos outros e passear no Exterior às custas dos cofres públicos com sua família, namorados das filhas e amigos -, é useiro e vezeiro em não pagar suas contas pessoais. Vejam só alguns dos processos a que responde, estes todos perante a Justiça Federal:
processo 94.00.04043-1; processo 96.00.04157-1; processo 1997.39.00.004076-0 (réus Vic e Valéria); processo 1998.39.00.009236-8; processo 1998.39.00.007919-9; processo 2001.39.00.009455-5; processo 2001.39.00.008415-8; processo 2001.39.00.010064-0; processo 2002.39.00.001411-7; processo 2002.39.00.001613-8; processo 2003.39.00.010411-9; processo 2003.39.00.011397-1; processo 2003.39.00.011333-0; processo 2003.39.00.013949-8; processo 2004.39.00.004344-4; processo 2004.39.00.001198-6; processo 2004.39.00.000524-9; processo 2004.39.00.001354-4; processo 2005.39.00.002464-3; processo 2005.39.00.009407-4.
Postado por Franssinete Florenzanoàs 08:05 35 comentários
 
terça-feira, 5 de janeiro de 2010
 
Máfia das passagens
 
O site Congresso em Foco divulgou hoje, na matéria intitulada A Lista da Máfia das Passagens, desdobramentos do escândalo protagonizado pelos deputados federais que usaram passagens aéreas pagas com dinheiro público para passear no Exterior, levando a tiracolo mulher, filhos e aderentes.

Da bancada paraense, o campeoníssimo é Vic Pires Franco (DEM), useiro e vezeiro nas rotas para Miami, Paris e Buenos Aires. Foram 27 passagens aéreas para o Exterior, usadas pela mulher, Valéria, filhos, namorados das filhas e amigos. O deputado Zé Geraldo (PT) utilizou 18 passagens; Nilson Pinto (PSDB), 4; Asdrúbal Bentes (PMDB), 2; e Gerson Peres (PP), 1.

A farracom o dinheiro do contribuinte custou R$ 4.765.946,91, sendo R$ 3.021.557,98 nos bilhetes emitidos e mais R$ 1.744.388,93 com taxas de embarque. A grana poderia ser melhor empregada, não acham?

Juristas ouvidos pelo Congresso em Foco manifestam entendimento semelhante ao do Ministério Público Federal, que investiga o caso: a legislação em vigor é suficiente para concluir que ocorreram pelo menos dois atos sem amparo legal: o uso da cota para pagar passagens internacionais e a entrega de bilhetes a amigos e parentes.

No primeiro caso, um dos princípios fundamentais do direito público: só pode ser considerado legal aquilo que é feito com base em determinação expressa da lei. Ou seja: tudo que não é explicitamente permitido em lei deve ser considerado proibido. A cota – destinada a voos domésticos – foi usada para bancar viagens internacionais.

No segundo caso, a Constituição Federal, a legislação ordinária e as próprias normas regimentais da Câmara dispõem ser ilegal usar a cota em favor de terceiros, sobretudo em atividades que não estejam diretamente relacionadas ao mandato parlamentar. Princípios como impessoalidade e moralidade(?) não são simples imperativos éticos abstratos, mas mandamentos constitucionais e legais aos quais estão sujeitos todos os detentores de mandato popular.

Ah! O que dizem os deputados da lista? Que eles não sabiam que era ilegal, porque ninguém os avisou disso. Você daria de novo seu voto a um deles?
Postado por Franssinete Florenzanoàs 13:53 25 comentários
 
segunda-feira, 4 de janeiro de 2010
 
Lupa do MPF
 
Como as Comissões de Ética (?) do Senado e da Câmara Federal fizeram vista grossa para os escândalos dos atos secretos, das passagens aéreas e das diárias, o Ministério Público Federal está passando pente fino nos documentos do Congresso para apurar direitinho e processar os protagonistas dessas histórias mal contadas. Aqui no Pará, o notório deputado demo Vic Pires Franco passeou pelo mundo com a família e os namorados das filhas, à custa do meu, do seu, do nosso dinheirinho.
 
Postado por Franssinete Florenzanoàs 09:52 4 comentários
 

 

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 15:03
Tags:

mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
myspace views counter
blogs SAPO