Simplesmente Lu

Outubro 24 2009

 

23/10/2009 11:40

 
Da Redação
Secretaria de Comunicação
 
Do mirante da orla de Santarém, uma das 15 Cidades Digitais do Pará, é possível acessar internet de alta velocidade gratuitamente
 
© Tamara Saré / Ag. Pará
A pedagoga Bruna Fernandes utiliza o sinal da Cidade Digital,
pelo menos, três vezes por semana
 

O apresentador Luciano Huck gravou um quadro para o programa "Caldeirão do Huck", da TV Globo, em Santarém e surpreendeu-se com a internet de alta velocidade que encontrou. "Aonde chegamos! Twittando de Belterra, interior do Pará, no meio da Amazônia. É inacreditável!", vibrou o apresentador no seu miniblog. A realidade que Huck encontrou pode ser conferida por qualquer cidadão de Santarém graças ao programa "NavegaPará", do Governo Popular, que fez dela uma das 15 Cidades Digitais do Pará. Uma das cenas mais comuns hoje em dia na orla da cidade são pessoas com seus notebooks abertos, acessando internet à beira do rio Tapajós.

 

O NavegaPará já instalou sete infocentros em Santarém, e tem previsão de inaugurar mais três. Os infocentros são locais onde a comunidade tem acesso gratuito à internet, além de oferecerem cursos básicos de informática. Eles são instalados em locais estratégicos, como escolas, colônias de pescadores e órgãos públicos, facilitando, inclusive, o acesso da população aos serviços do estado.

 

Não é a primeira vez que o programa NavegaPará atrai a atenção do Brasil e do mundo. Em dezembro do ano passado, representantes do governo do Amazonas estiveram em Belém para conhecer o programa e levar idéias para implementar um projeto semelhante em seu Estado. O NavegaPará também já foi destaque em um evento internacional na Suécia, sobre tecnologias de comunicação móvel e é considerado pelo governo federal referência para o Brasil como programa de inclusão digital.

 

O arrojo e o pioneirismo do NavegaPará podem ser mensurados pelo fato de que o Governo Federal lançará nos próximos meses uma rede estatal de fibra óptica de 31.448 quilômetros, interligando 4.245 municípios, cerca de 76% do território nacional, para beneficiar 162 milhões de pessoas. O projeto orçado em R$ 1,1 bilhão pode ser executado em 14 meses. A meta é garantir uma velocidade de conexão de 1 megabyte. Hoje, 90% das conexões de internet no Brasil são feitas com velocidade inferior a 1 Mbps. O projeto tem a mesma estratégia do NavegaPará, do Governo Popular.

 

Secom, com informações do blog http://hupomnemata.blogspot.com

 

Fotos: Tamara Saré

 

Fonte: http://www.pa.gov.br/noticia_interna.asp?id_ver=52855

 

A notícia também está no blog da Waleiska Fernandes, do Yúdice Andrade, do Levi Menezes e circulando pelo mundo todo através do mundo virtual... Abaixo, o post do Levi, retirado do BLOG ASSUNTOS CANDENTES:

 

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Luciano Huck tuíta através do Navega Pará

 

 
Está repercutindo na blogosfera a estupefação de Luciano Huck ao poder dispor de sinal de internet banda larga na cidade de Belterra, região oeste do Pará, fornecido pelo programa do governo estadual de inclusão digital, o NavegaPará. Fato que deixa mais estupefatos Flexa, Mário Couto  e Vic, que aos berros afirmam que o governo Ana Júlia não tem obra nehuma pra mostrar.

Ao contrário do que ensina o pensamento conservador brasileiro, tão bem representado através de nossos medíocres parlamentares, as ações do poder público não se restringem a grandes monolitos de concreto e aço. Através de ondas de rádio, por exemplo, o estado está se fazendo presente nas diversas regiões do estado, levando Belterra para mais próximo do mundo. E não só pela banda larga da internet, mas também através do Bolsa Trabalho, do Pró-Jovem, das equipes de saúde da família, e etc...

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 00:04

Outubro 24 2009

22/10/2009 18:55
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia
     
Da Redação
Agência Pará
 

O Navegatube, ferramenta que permite a postagem de vídeos na internet, é um dos destaques da II Feira Estadual de Ciência e Tecnologia, que se encerra nesta quinta-feira 22, no Hangar - Centro de Exposições e Feiras da Amazônia. Tecnologia e inovação são marcas da Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), que promove concurso para premiar com R$ 50 mil os melhores vídeos produzidos.

  

A Prodepa é responsável também pela criação do NavegaPará, que está interligando todo o Estado por meio de Infovias, Cidades Digitais, Infocentros e Metrobel. Maior programa de inclusão digital do Brasil, o NavegaPará já inteligou mais de mil pontos públicos em todo o Estado por meio da fibra ótica, possibilitando à sociedade o acesso gratuito à internet banda larga.

O Navegatube, de acordo com Antônio Makazel, gerente de Marketing e Propaganda da Prodepa, segue este mesmo conceito de cidadania e inovação. "É como se fosse um Youtube do NavegaPará". Ele explicou que a tecnologia é bem similar ao conhecido Youtube e permite a colocação de vídeos na internet de forma simples e eficaz, popularizando a utilização da tecnologia.

  

Com cerca de dois meses de criado, o Navegatube tem registrado muitos acessos diários, o que comprova a aceitação do público. "Gostei de saber que a gente tem o Navegatube porque acho muito bom poder criar vídeos e reproduzir o material com essa facilidade", comentou a estudante Louise Melo, dizendo que deseja participar do concurso que a Prodepa está promovendo.

  

O concurso tem como tema a "Diversidade e realidade amazônica", que inclui situações urbanas e rurais. A empresa premiará os três primeiros lugares de três categorias: alunos de escolas públicas estaduais, infocentros e público em geral. As escolas premiadas também ganham a instalação de uma ilha de edição e toda a orientação necessária. O regulamento pode ser acessado no site www.navegatube.org.br.

  

Outra atração do estande da Prodepa é o Navegafone, orelhão que permite ligações telefônicas gratuitas via internet. Os visitantes da Feira ainda podem acessar a internet em um dos 20 computadores instalados no infocentro montado no local, um pequeno exemplo da amplitude do NavegaPará, que interligará em todo o Estado instituições públicas de ensino e pesquisa, escolas públicas municipais e estaduais, hospitais, postos de saúde, órgãos de segurança pública e infocentros.

 

Luciane Fiuza - Secom

  

Fonte: http://200.164.100.137/exibe_noticias_new.asp?id_ver=52804

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 00:00

mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
14
15

18
19
20
21
22
23

25
27
28
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO