Simplesmente Lu

Outubro 10 2009

 

Foto: Eunice Pinto/Ag Pa

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 23:02

Outubro 10 2009

Assista ao vídeo-documentário "Promesseiros da Fé", que fala sobre a festividade de Nazaré. O trabalho foi todo baseado em depoimentos de pessoas que participaram do Círio de 2008, sendo produzido pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), via Digital Produções.

 

CLIQUE AQUI: http://www.pa.gov.br/tvpara.asp?id_midia=451

 

Matérias e fotos do Círio 2009 aqui:  http://200.164.100.137/em_foco.asp?id_vin=76

 

e aqui: http://200.164.100.137/fotos_new.asp

 

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 22:50
Tags:

Outubro 10 2009

Da Redação
Agência Pará

 

Eunice Pinto/Ag Pa            Clique na imagem para ampliar 
Tradição na época do Círio de Nazaré, os produtos da feira do miriti chamam a atenção pela diversidade e criatividade das peças em exposição
 
Eunice Pinto/Ag Pa            Clique na imagem para ampliar 
O artesanato feito de miriti é um chamariz para clientes de todas as idades, como as crianças que se encantam com o desenho dos produtos
 
Eunice Pinto/Ag Pa            Clique na imagem para ampliar 
Miniatura da imagem de Nossa Senhora de Nazaré está em exposição na feira do miriti, que funcinará até o dia 12 de outubro em Belém
 
Baixar 

A festa do Círio de Nazaré tem muitas cores. Colorido retratado nos tradicionais brinquedos de miriti, arte que ganha novas formas e tratamento, movimentando a economia de Abaetetuba, município do nordeste paraense, que gira em torno do aproveitamento da palmeira do miriti e do açaizeiro. O resultado do trabalho de 148 artesãos pode ser conferido até o dia 12 de outubro na nona edição da Feira do Miriti, aberta na quinta-feira (8), na Praça Waldemar Henrique, junto com a Feira do Círio, que reúne artesãos de diversas regiões do Estado.

 

A organização da Feira do Miriti espera que o volume de negócios gerados este ano seja da ordem de R$ 350 mil, superando em mais de R$ 100 mil o do ano passado, quando o evento fechou mais de 50 negócios. A realização é do Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas do Pará (Sebrae/PA) em parceria com a Asamab (Associação dos Produtores de Brinquedos e Artesanato em Miriti de Abaetetuba). O Sebrae também promove a Feira do Círio, que chega à sua 13ª edição.

 

Além das réplicas de animais, barcos, flores e outros objetos de fibra de miriti, como quadros e cortinas, o espaço foi ambientado com fitas de promesseiros. Alegria e demonstração de fé marcaram também a celebração de abertura, seguida pela procissão que levou uma berlinda de miriti com a imagem da santinha ao centro dos estandes, onde houve a benção do padre Reginaldo Barbosa, de Abaetetuba. Em seguida, mais colorido e música com o Arrastão da Pavulagem e os shows de músicos da terra.

 

Para o presidente da Asamag, Desidério Antônio Neto, o movimento do primeiro dia já é um indício de que o "casamento" das feiras deu certo. Durante a missa, ele agradeceu ao Sebrae pelo apoio que tem dado à associação, ao governo do Estado e às prefeituras de Belém e de Abaetetuba. Para Neto, a feira é uma ótima oportunidade para os artesãos comercializarem e divulgarem suas peças, que já foram expostas pelo Brasil e na Europa.

 

"O artesanato feito com o miriti é maravilhoso, digno de galeria", elogiou o aposentado paulista Rinaldo Filho, apontando a qualidade do designer das peças e a criatividade dos artistas. Ele chegou ontem a capital paraense e seguiu do aeroporto direto para a feira, a convite do amigo paraense, Ederaldo Santos, professor de folclore. "Poder mostrar isso para quem vem de fora é motivo de orgulho e fico envaidecido de mostrar os detalhes das obras", disse Santos.

 

Os brinquedos feitos de miriti também encantaram a socióloga Martinha Rebelo e seu marido, o químico industrial Edmilson Vianna. "A gente já conhecia o (brinquedo) tradicional, como a cobra e o roque roque, mas está mais diversificado. Dá vontade de comprar tudo", comentou Martinha Rebelo. Vianna disse que a cor, o movimento e a leveza do artesanato chamaram a atenção da filha deles, que mora no Texas e encomendou 50 peças, as quais pretende usar no trabalho que realiza com crianças autistas.

 

Desenvolvimento - Segundo Desidério Neto, as técnicas utilizadas hoje dão "suavidade e mais resistência" ao artesanato, que é leve e um pouco frágil. O presidente da Asamag falou ainda que o Sebrae tem colaborado por meio de oficinas de capacitação para a melhoria e o desenvolvimento de novos produtos, como móveis, papel, licor e extrato de miriti, além de tramas diferenciadas utilizando a envira da palmeira. Os artesãos, hoje, já reciclam as sobras, agregando valor ao produto.

 

O colar feito com miniatura de ícones do Círio e da fauna da Amazônia é um exemplo do resultado deste aprendizado. Depois de prontas, casas, peixes, pássaros, imagens de Nossa Senhora e outros objetos ganham um banho de verniz. Uma técnica que, nas palavras da artesã Edna Rodrigues, é cheia de minuncias dá muito trabalho.

 

O Círio também é a principal inspiração para o artesão Raimundo Lima, de 60 anos, 48 deles dedicados ao miriti. Ele explicou que durante o ano inteiro prepara o estoque para trazer à festa nazarena. As rodas gigantes são o tema central e quatro vendedores o ajudam nas vendas. Com a Feira do Miriti, da qual Lima participa há quatro anos, as vendas melhoraram em torno de 50%. Jhonne Pereira é outro que tem feito bons negócios: ano passado vendeu mais de R$ 1.500 mil, valor que pretende superar nesta edição.

 

Diversificação - O Miriti é uma palmeira esbelta e de grande porte (pode atingir até 35 metros de altura e 80 cm de diâmetro), comum na paisagem de áreas inundadas da região amazônica, as árewas de várzea. Do caule se extrai o refresco, o vinho, o palmito e o féculo. As talas servem para a construção de paneiros e das folhas são feitas redes. Dos frutos é extraído óleo comestível, também utilizado para amaciar e envernizar o couro.

 

A matéria-prima utilizada para o artesanato de miriti é o pecíolo (braço ou talo), haste de coloração clara, composta de tecido leve e esponjoso. No setor de biojoias, outras matérias-primas são fundidas na resina na confecção de acessórios. Entre outros aproveitamentos, o miriti também é utilizado na construção de cenários de teatro e na decoração de carros carnavalescos.

 

Até a construção civil já descobriu vantagens de trabalhar com o material: estudantes universitários do curso de Arquitetura da Universidade Federal do Pará (UFPA) desenvolveram o projeto "Maquetes em Miriti", selecionado pelo programa Monumenta, do Ministério da Cultura, em junho de 2008.

 

Luciane Fiuza - Secom

 

Fotos: Eunice Pinto

 

Fonte: Agência Pará de Notícias - Secretaria de Estado de Comunicação (Secom):

 

http://200.164.100.137/exibe_noticias_new.asp?id_ver=52124

 
 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 22:34

Outubro 08 2009

 

 

 Vídeo da TV Pará sobre o Círio de Nossa Senhora de Nazaré. Clique aqui:

 

  http://www.pa.gov.br/tvpara.asp?id_midia=438

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 17:07
Tags:

Outubro 07 2009

 

 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 05:07
Tags:

Outubro 06 2009

Uma ótima sugestão para o Círio é o concerto da cantora Patrícia Oliveira, acompanhada pelo pianista Paulo José Campos de Melo. No repertório, música erudita com temas marianos, que homenagearão Nossa Senhora de Nazaré. Essa é a nona edição do espetáculo "Um Canto para Maria", que tem à frente a soprano paraense radicada na Itália.

 

 A igreja será o cenário do espetáculo de peças religiosas e populares, que contará com a participação da Banda de Música da Base Naval de Belém e de um coro dirigido pelo maestro Vanildo Monteiro. A realização é da Basilica Santuario, com patrocinio da Avegacao Sion, Reicon, Amazon Dry Port e Banco da Amazônia.

  

Basílica Santuário
Programação: "Um Canto Para Maria", espetáculo de música erudita.
Local: Basílica Santuário de Nazaré, na Avenida Nazaré.
Data: 8 de outubro de 2009.
Horário: 20 horas.
Informações: (91) 4009-8400.

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 19:17
Tags:

Outubro 06 2009

5/10/2009 19:52

Governo homenageia "todas as Marias" com programação cultural Círio 2009

 

 

 

 

 

 

 

Da Redação

Agência Pará

© LUCIVALDO SENA / AG. PARÁ                        Clique na imagem para ampliar
Revitalizada, a Catedral de Belém é parada obrigatória no roteiro cultural da Festividade de Nazaré (foto: Lucivaldo Sena. Ag. Pará)
 
© LUCIVALDO SENA / AG. PARÁ                        Clique na imagem para ampliar 

O interior da Catedral Metropolitana de Belém, já aberta à visitação, encanta pela imponência e beleza arquitetônica. 

Lucivaldo Sena (Ag. Pará)

 
Eunice Pinto/Ag Pa                        Clique na imagem para ampliar
A exposição de joias homenageia os 100 anos da Basílica Santuário, tanto nas peças quanto na ambientação (foto: Eunice Pinto. Agência Pará)
 
Eunice Pinto/Ag Pa                        Clique na imagem para ampliar
O pingente Majestosa II, criado pela designer Selma Montenegro, é uma das 74 joias da exposição montada no São José Liberto. Eunice Pinto (Agência Pará).
 
Uma extensa programação cultural, promovida pelo governo do Estado, integra as homenagens à Nossa Senhora de Nazaré. Este ano, o Círio completa 217 anos, em uma festividade que inclui 11 romarias, desde a fluvial até a dos motoqueiros. Só o Círio, realizado no segundo domingo de outubro, leva cerca de 2 milhões de pessoas às ruas da capital paraense. Com o tema "Pará de todas as Marias", a programação do governo deste ano inclui espetáculos de música, exposições temáticas e visitação a museus e igrejas centenárias.

 

Mais de 40 shows de música, dança folclórica e outras manifestações culturais serão realizados no complexo turístico Estação das Docas, às margens da Baía do Guajará. Os espetáculos iniciaram no último domingo (4) e prosseguem até a próxima segunda-feira (12).

  

A partir de 12h, solos e duos de música são apresentados nos palcos deslizantes da Estação. Um palco montado na orla recebe, às 18 horas, cantores, bandas e grupos parafolclóricos, como o músico Ivan Cardoso, a cantora Gabi Amarantos, o Balé Folclórico da Amazônia e a banda Gaia na Gandaia.

  

A programação encerra na manhã do dia 12 de outubro, com uma festa especial pelo Dia das Crianças, no Mangal das Garças. A promoção é da Organização Social Pará 2000 e do governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com as empresas Marujo´s e Nova Schin.

  

Basílica, Tesouros da Fé - A Basílica Santuário também inspirou a exposição "Joias de Nazaré 2009 - Basílica, Tesouros da Fé", que traz a maior coleção já produzida pelos profissionais do Polo Joalheiro do Pará, sob a inspiração dos ícones do Círio. Aberta no início de outubro, ela pode ser visitada até o dia 31 de outubro, no Espaço São José Liberto.

 

A exposição homenageia os 100 anos de lançamento da pedra fundamental da Basílica Santuário de Nazaré, um dos mais importantes patrimônios arquitetônicos do Pará, cujos detalhes foram reproduzidos pelos designers, ourives, lapidários e artesãos paraenses.

 

O Espaço São José Liberto, inaugurado em 11 de outubro de 2002, abriga o Museu de Gemas, o Polo Joalheiro e a Casa do Artesão, sendo gerenciado pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama). O Museu de Gemas do Pará foi o primeiro do gênero no país e é o único da Região Norte. Seu acervo reúne mais de 4 mil peças, entre cerâmica arqueológica (marajoara e tapajônica), gemas minerais e orgânicas, formações minerais raras e joias de coleções.

 

Nazaré de todos nós - Outra parada obrigatória é o Museu do Círio, criado em 1986 pelo governo do Estado, por meio de um convênio entre a Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e as Obras Assistenciais da Basílica de Nazaré. O espaço faz parte do Núcleo Cultural Feliz Lusitânia e foi idealizado pelo jornalista e historiador Carlos Rocque.

 

Uma pesquisa realizada pelo Museu do Círio deu origem à exposição "Nazaré de todos nós", que homenageia Círios de 11 municípios paraenses, como os de Curralhinho e Breves, no Arquipélago do Marajó. A exposição itinerante, aberta no início de setembro, prossegue até 31 de outubro.

 

Vinculado ao Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM/Secult), o Museu do Círio preserva a memória da devoção à Maria. O acervo de mais de 1.600 peças foi formado a partir de doações feitas por instituições ligadas à Igreja Católica, fiéis e promesseiros. No local, os visitantes podem ver desde pedaços da corda até diferentes imagens, mantos e fotografias.

 

Catedral - O Círio 2009 também reserva uma emoção a mais para romeiros e turistas: visitar a Catedral Metropolitana de Belém. Fechada desde 2005, o governo do Estado retomou e concluiu a restauração, orçada em cerca de R$ 14 milhões. A Catedral, de onde sai a imagem de Nossa Senhora para o Círio, foi entregue à população em 1º de setembro deste ano, após a revitalização total do prédio, das telas e do órgão.

Do roteiro também não pode faltar a visitação à Basílica Santuário de Nazaré, que encanta pelos vitrais e arquitetura suntuosa. Projetada pelo arquiteto Gino Coppedè e pelo engenheiro Giovanni Pedrasso, ambos italianos, a Basílica de Nazaré reproduz as linhas originais da Basílica de São Paulo extra-muros de Roma e resulta da determinação dos padres barnabitas, que chegaram a Belém no início do século XX.

 

Mais informações sobre a Basílica podem ser obtidas no balcão de informações localizado na entrada da igreja, que assim como a Catedral está aberta diariamente à visitação, de 8 às 20 horas, com exceção dos horários de celebração.

Serviço: "Pará de Todas as Marias - Círio 2009"

  

Estação das Docas
Programação: shows diários de música, dança e manifestações folclóricas.
Local: Boulevard Castilhos França.
Data: de 5 a 12 de outubro de 2009.
Horário: diariamente, às 12h e às 18h.
Informações: (91) 3212-5525.

 

Museu do Círio
Programação: "Nazaré de Todos Nós", exposição itinerante sobre os Círios de 11 municípios, promovida pelo Museu do Círio (Rua Padre Champagnat, s/n, na Cidade Velha).
Duração: de 28 de setembro até 31 de outubro.
Local e data: de 5 a 11 de outubro, a mostra ficará exposta no Shopping Pátio Belém. De 13 a 24, no Instituto de Artes do Pará (IAP) e de 26 a 31 de outubro na Fundação Curro Velho (FCV).
Informação: (91) 4009-8845.

 

Espaço São José Liberto / Pólo Joalheiro
Programação: Exposição "Joias de Nazaré 2009 - Basílica, Tesouros da Fé".
Local: Casa do Artesão, Espaço São José Liberto. Jurunas.
Data: de 1º a 31 de outubro,
Horário de visitação: de segunda a sábado, de 09 às 19 horas, e aos domingos, de 10 às 19 horas.
Informações: 3344-3518.

  

Luciane Fiuza - Secom 

publicado por Luciane Barros Fiuza de Mello às 04:19

mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
14
15

18
19
20
21
22
23

25
27
28
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO